«Gostamos de pensar na industrialização como algo desprezível. Eu, na verdade, não sei que dizer. Há alguma coisa de terrivelmente frágil nessa ideia. suponho que preferiria estar debaixo de uma árvore com um cesto de piquenique, do que debaixo de uma bomba de gás, mas os seu símbolos e a banda desenhada são interessantes como temas. Há certas coisas que são utilizáveis, vigorosas e vitais na arte comercial. Nós usamos essas coisas, mas, na verdade, não somos adeptos da estupidez, do adolescentismo internacional nem do terrorismo.»        






Fotografia manipulada ao estilo da pintura de Roy Lichtenstein


Blogs Portugal