«Gostamos de pensar na industrialização como algo desprezível. Eu, na verdade, não sei que dizer. Há alguma coisa de terrivelmente frágil nessa ideia. suponho que preferiria estar debaixo de uma árvore com um cesto de piquenique, do que debaixo de uma bomba de gás, mas os seu símbolos e a banda desenhada são interessantes como temas. Há certas coisas que são utilizáveis, vigorosas e vitais na arte comercial. Nós usamos essas coisas, mas, na verdade, não somos adeptos da estupidez, do adolescentismo internacional nem do terrorismo.»        






Fotografia manipulada ao estilo da pintura de Roy Lichtenstein


No comboio das 10:20



  • No comboio das 10,20 de S. Bento a Guimarães.
  • Aproveitando a inauguração do 4.º Encontro Internacional de Arte ao Redor do Touro, na sede da ASMAV, (Rua Gil Vicente -Guimarães) a GALERIA VIEIRA PORTUENSE organiza, para o próximo Sábado, uma viagem de comboio à Cidade-Berço, durante a qual se dirá poesia, como nos costumados eventos "POESIA NA GALERIA". O custo do bilhete é de 2 euros (ida e volta).As inscrições fazem-se na Galeria Vieira Portuense, Largo dos Lóios, 50 - 4050-338 Porto. telefone 222005156, a partir de terça-feira.





Foto: Galeria Vieira Portuense


Encontro internacional de arte ao redor do touro




ASMAV e GALERIA VIEIRA PORTUENSE vão inaugurar pelas 16:30 do próximo dia 28 de Setembro, na sala de exposições daquela associação e no âmbito do seu projeto RIZOMA, o ''4.º ENCONTRO INTERNACIONAL DE ARTE AO REDOR DO TOURO''.

A exposição estará patente ao público, na referida sala de exposição, na rua Gil Vicente, n.º 46, da cidade de Guimarães, até ao dia 26 de Outubro. 

4.º Encontro Internacional de Arte ao Redor do Touro







ASMAV e Galeria Vieira Portuense vão inaugurar pelas 16,30 horas do próximo dia 28 de Setembro, na sala de exposições daquela associação e no âmbito do seu projecto RIZOMA, o 4.º Encontro Internacional de Arte ao Redor do Touro. A exposição estará patente ao público, na referida sala de exposição, na Rua Gil Vicente, n.º 46, da cidade de Guimarães, até ao dia 26 de Outubro

ASMAV (Associação de Socorros Mútuos Artística Vimaranense).


Com obras de: Adiasmachado, Alberto d’Assumpção, Alexandre Reis, Amália Soares, Ana Negrão, António Loureiro, António Porto, Augusto Neves, Belarmino Morgadinho, Carlos Almeida, Carlos Godinho, Carmen Santiago Castaño, Cassio Mello, Colin Baldwin, Constância Néry, Cristina Maya Caetano, David Brenes, Dina de Souza, Eduardo Hermida, Eduardo Roseira, Fábio Dias, Fátima Ferreira, Gina Marrinhas, Glória Costa, Graça Patrão, Ilda Teixeira, Irene Pissarro, Joaquin Manzano, Carrero, Jorge Rebelo, Jose Manuel Ucha Groba, Júlia Fernandes, Júlio Capela, Kim Molinero, Lena Macedo, Leticia de Hoyos, Luis Berrutti, Luís Morgadinho, Luís Paredes, Luís Pedro Viana, Luz Morais, M.ª José Freire, M.ª Teresa Barrós, Manuel Ribeiro, Marco Santos, Mari Carmen Calviño, Maria da Glória, Marina Cocós, Mário Vasconcelos, Neco Beth, Noémia Travassos, Octávio Sousa e Silva, Ornella Gibelli, Paulo Fontes, Porfírio Pires, Raffaele Deliso, Rosa Vaz, Rui Pissarro, Sara Pérez Bello, Sérgio Ribeiro, Teresa Heitor e Vitor Zapa.







Fachada da sede da Associação de Socorros Mútuos Artística Vimaranense, feita sob o traço do arquitecto e aguarelista Nicolau Bigaglia, que deixou os seus sinais em várias obras espalhadas pelo país, a partir dos anos oitenta do século XIX. Esta associação teve os seus estatutos aprovados a 15 de Novembro de 1869, tendo a sua inauguração sido feita em 6 de Fevereiro de 1870, sendo seu escopo o de "socorrer os seus associados, quando por doença, velhice, ou prisão, não pudessem exercer a sua profissão". Além disso, eram seus outros objectivos auxiliar as famílias dos associados e promover o melhoramento da "classe artística". É neste edifício que, no próximo dia 28 de Setembro, pelas 16 horas, se dará a inauguração do 4.º Encontro de Arte ao Redor do Touro, numa iniciativa da Galeria Vieira Portuense, ASMAV e um grupo de artistas plásticos que se agregam sob a designação de Associação Artística Vimaranense. Fica no centro de Guimarães, na Rua de Gil Vicente, n.º 46, daquela cidade a que Vímara Peres deu nome. AC








QUASIMODO



Quasimodo
Óleo e ouro sobre tela
90 x 60 cm


Paisagem campestre



Paisagem campestre
Ano: 2013 
Óleo sobre tela, 60 x 90 cm
...
Vista de um campo de milho em Caldas de São Jorge.

O canastro da Pines



O canastro da Pines
Ano 2013
Óleo sobre tela, 50 x 70 cm
...
Obra pintada ao ar livre na Vila termal de Caldas de São Jorge, este velho canastro, uma relíquia que o tempo nos deixou, fica em frente à casa da minha avó materna.


Canastro, também pode ser designado por espigueiro ou caniço.


À palavra no Museu



À conversa no Museu de Ovar com o escritor Nuno Camarneiro, Prémio Leya 2012, no dia 14 de Setembro, Sábado, pelas 21:30.